Visa pretende implementar pagamentos com Bitcoin no Brasil

Publicado por daniela mainardi em

Pagamentos com Bitcoin ficando mais acessíveis

A gigante de pagamentos, Visa, fez um anúncio sobre o projeto de implementar pagamentos com Bitcoin no Brasil. Segundo o Cripto Fácil, a proposta é aumentar seu leque de produtos com criptoativos. Assim, o vice-presidente de novos negócios da empresa, Eduardo Abreu, afirmou que o objetivo dessa ação é ampliar a conexão entre criptomoedas e o sistema financeiro tradicional. Segundo ele “O passo decisivo para uma adoção mais ampla dos ativos digitais passa pela integração dos serviços bancários tradicionais ao ecossistema das criptomoedas. É necessário que os clientes possam movimentar as suas reservas em criptoativos através de suas contas-correntes”. Atualmente, a Visa já tem em operação no país os cartões Zro Bank e Alter que podem ser “carregados” com criptomoedas.

Doações em Bitcoin promovem ação beneficente no Chile

No ano de 2018, a instituição de caridade, BitGive, iniciou um projeto junto a ONG Desafío Chile que tinha o objetivo de arrecadar Bitcoins para a compra de equipamentos esportivos. Assim, esses equipamentos seriam doados para incentivar o esporte entre crianças de baixa renda. Segundo o Live Coins, a meta inicial da campanha era arrecadar US$4.200, mas eles conseguiram US$8.700. Afinal, isso aconteceu por causa das altas que a cripto teve desde o início da campanha, conseguindo dobrar o valor estimado. Além disso, outro fator que ajudou na valorização do montante arrecadado foi o tempo que o projeto levou para ser concluído. Isso porque com o surgimento da pandemia, o projeto teve que ser pausado e no meio tempo o Bitcoin seguiu valorizando. Com o valor arrecadado foi possível comprar kits esportivos, uniformes, bolas, pranchas de surf e muito mais, segundo a equipe organizadora.

Panamá em busca das criptos

Depois de El Salvador ter regulado o Bitcoin, o Panamá também demonstrou interesse. Isso porque, na última segunda-feira (6), o congressista panamenho Gabriel Silva apresentou um projeto de lei para regulamentar o uso de criptoativos como meio de pagamento no país. Segundo o Cripto Fácil, Silva também comentou que essa adoção das criptomoedas vai gerar novos empregos, atrair investidores e deixar o governo mais transparente. Ainda que o Panamá tenha se inspirado em El Savador, o propósito é diferente. Nesse caso a regulamentação não é para adicionar uma cripto como moeda oficial. No caso do Panamá, o objetivo é regular as transações comerciais e entre indivíduos usando criptoativos. Silva complementa afirmando que “(…) tem potencial para criar empregos, trazer dinheiro para o país, expandir a oferta de produtos e serviços disponíveis, proteger o dinheiro da inflação, apoiando o surgimento de novas empresas, atraindo conhecimento e muito mais”.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + catorze =