A filosofia Ubuntu: o que é, onde surgiu e como ela se reflete em nossa sociedade?

Publicado por Vinicius Gazoni em

A filosofia Ubuntu é originária do continente africano e, embora não haja uma tradução perfeita em língua portuguesa para a palavra, podemos entender como “minha existência está conectada à do outro”. A filosofia, em nossa sociedade, se manifesta de diversas formas.

Respeito, solidariedade e empatia. Colocar-se no lugar do outro e saber que ambos estão conectados, fazem parte de algo maior e dependem da cooperação para existir.

Nenhuma pessoa é uma ilha. O compartilhamento e a convergência são fundamentais. Ainda mais em um mundo em constante transformação e que é impactado dia após dia por tecnologias e novas possibilidades.

A essência humana, todavia, permanece intacta. A generosidade, confiança, desprendimento e o sentimento (e necessidade) de convivência em comunidade são e seguirão sempre importantes.

A filosofia Ubuntu tem essas acreditações e, neste artigo, falaremos melhor sobre elas. Mais do que isso, falaremos de que forma as crenças e significados são aplicados, hoje, em nossa sociedade – e quais os reflexos disso.

Fique com a gente.

Boa leitura!

Um pouco de história: o que é a filosofia Ubuntu?

Ubuntu é uma palavra que tem origem no idioma kibundu. Embora não haja tradução literal, o seu significado nos remete a “existências conectadas entre si”.

Ela é uma filosofia que sintetiza uma concepção de humanidade e tem sua origem nos povos de matriz bantu, oriundos do continente africano. Embora ela pregue uma concepção autocentrada, ela é diferente do individualismo que conhecemos. Ela vai além da dualidade indivíduo/coletividade, na verdade.

Isso porque, a filosofia Ubuntu sinaliza que há uma interconexão entre as existências humanas. E, sendo assim, a condição para a existência humana é, necessariamente, uma experiência coletiva.

Essa é a razão pelo qual as manifestações tradicionais africanas são, de modo geral, em “rodas” e quase nunca em “filas”, por exemplo. O simbolismo está representado aí também: todos são iguais e devem se sentir assim continuamente. Ou seja, não deve haver distinção, tratamento individual ou privilégios – não importa o momento ou condição.

O individualismo positivo

O que é a sociedade se não um somatório de indivíduos e de individualidades que fazem o todo? No Ocidente, vemos o “individual” como uma competição, uma tentativa de sobressair-se aos outros. E isso, em regra geral, não é positivo.

A filosofia Ubuntu, por sua vez, está na outra extremidade. O trabalho em equipe, também chamado de shosholoza é algo extremamente presente, um norte para quem segue as crenças desta doutrina.

Tanto que, segundo a cultura, para que uma pessoa seja verdadeira e genuinamente feliz, é preciso que todas as outras inseridas em seu contexto também estejam. Afinal, é como falamos: estamos conectados uns com os outros e assim permaneceremos.

O respeito básico pelos outros é a articulação principal. É uma regra de conduta indispensável e, por isso, um indivíduo não deve competitivamente estar acima dos demais, do coletivo.

Por este motivo, a busca pelo consenso e também pela conciliação (algo estimulado, por exemplo, em muitos casos no Poder Judiciário), são constantemente incentivados.

A filosofia Ubuntu presente em nossa sociedade

Não só no sistema judiciário estão presentes elementos da filosofia Ubuntu. Claro que a cultura africana é muito enraizada no Brasil e você conhece muito bem rodas de capoeira, samba, religiões originárias do continente, entre outros.

Mas, na verdade, o que queremos expor aqui é o quanto isso é levado adiante em pensamentos progressistas. E, a bem da verdade, informalmente essa já é uma filosofia adotada.

É bastante comum vermos em comunidades periféricas do Brasil, por exemplo, associações de moradores que se unem e se mobilizarem horizontalmente em prol de causas comuns para si, na promoção do bem-estar de todos.

A busca por igualdade e por melhores condições para todos inclui dar voz e vez àqueles que nem sempre tiveram, por um motivo ou vários, oportunidades. Traz o então “oprimido” ao protagonismo e coloca, como obrigatoriedade, um sentimento coletivo mútuo.

Para um estar bem, todos os demais ao seu redor precisam estar. Entenda e tenha isso com clareza para compreender como, de fato, é a filosofia Ubuntu.

Generosidade. Confiança. Desprendimento. A representatividade está presente e a tomada de decisão, seja ela qual for, visará sempre benefícios coletivos. Buscará, para todos os elementos envolvidos, algo que possa ser, de fato, consenso.

É como diz um provérbio xhosa da África do Sul: “Umuntu Ngumuntu Ngabantu”. Ou seja: “Uma pessoa é uma pessoa por causa das outras pessoas”.

A tecnologia que potencializa e democratiza a filosofia Ubuntu

A tecnologia abre muitas possibilidades ao mundo. O que somos, acreditamos e fazemos podem, graças à modernidade dos tempos, ser difundido e receber adesão de pessoas em basicamente qualquer lugar do planeta.

Uma pessoa, ou grupo delas, que segue a filosofia Ubuntu está aberta e disponível aos outros. Tem a consciência de que faz parte de algo maior e que é feliz quando há pessoas felizes.

É nisso que a Ubuntu Finanças, uma empresa de serviços financeiros que alia tecnologia com criptomoedas, acredita. Em “ser” quando nós todos (juntos, sem exceção) somos.

Nós nascemos tendo a representatividade como um dos principais valores. Por isso somos tão diferentes das agências “tradicionais” que, muitas vezes, não valorizam e/ou não fazem questão de fazer com que todo tipo de pessoa sinta-se representada quando o assunto é investimentos.

Não é incomum vermos pessoas subjugadas por não terem ou o perfil que as instituições julgam adequado, ou valores que, para eles, são atrativos. Quando a Ubuntu Finanças surgiu, sempre tivemos como certeza o tratamento igualitário para, juntos, sermos cada vez maiores.

Por isso, existimos para ajudar pessoas que querem, de forma segura e eficaz, investir e gerar lucros em curto prazo através de criptomoedas.

Acreditamos em uma atuação com transparência e atendemos nossos clientes desta forma, sempre. Facilitamos em tempo integral o acesso a uma variedades de produtos e temos como objetivo a democratização do mercado financeiro.

Conheça mais sobre como trabalhamos e também acerca do mercado de investimento em criptomoedas. Temos uma equipe comprometida e em busca, 24h por dia, das melhores oportunidades de negociação.

Saiba mais clicando aqui.

Vamos juntos e até a próxima!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =