Lidando com as dívidas de uma forma simples

Publicado por daniela mainardi em

Atualmente, estamos enfrentando as dificuldades da pandemia e esses novos desafios acabam somando aos que já lidávamos antes, muitas vezes sendo um deles as dívidas.

Existem diversos fatores que levam uma pessoa a se endividar. Desta forma, muitas vezes isso acontece por causa de compras impulsivas, excesso de compras a prazo, empréstimos mal planejados, cheque especial e, especialmente, pela falta de conhecimento no trato com o dinheiro.

O planejamento de gastos e controle financeiro são essenciais para garantir que as dívidas não surgirão para lhe dar dores de cabeça. Entretanto, se as dívidas aparecerem existem algumas atitudes que você pode tomar para reorganizar as suas finanças.

Entenda a Situação

O endividamento pode afetar sua vida de várias formas, então é importante que você organize-se para achar meios de reverter esta situação que requer muito comprometimento. É importante que você tenha consciência da sua situação de dívida e de todos os seus gastos, assim ficará mais fácil para mapear e listar tudo que deve ser quitado.

Como lidar com as dívidas

Devemos considerar que cada caso tem suas particularidades, mas existem algumas atitudes que facilitam a administração de dívidas de uma forma geral. O mais importante em um primeiro momento é não fazer novas dívidas e renegociar com credores, buscando condições melhores para prazos e juros. Não pense no credor como seu adversário, visto que trabalhando juntos é possível buscar uma solução para o problema de ambas as partes.

De prioridade para quitar dívidas mais altas, ou seja, aquelas que possuem juros mais altos. Reduza os seus gastos de uma forma geral, excluindo, especialmente, gastos com itens supérfluos.

Você pode também diminuir ao máximo os desperdícios e descartar despesas que tragam poucos benefícios para si ou para a sua família.

Administrando suas finanças com sabedoria

Mesmo depois de quitar suas dívidas é importante manter sua organização financeira para assim evitar que essa situação se repita futuramente. Mantenha seus custos organizados e, principalmente, não gaste mais do que você pode.

É importante educar-se financeiramente, sendo assim, mantenha-se sempre informado sobre a melhor forma de administrar o seu capital.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =