Grande parte da Geração Z quer salário em criptomoedas, segundo pesquisa global

Publicado por daniela mainardi em

Geração Z e as criptomoedas

Segundo o Criptofácil, uma pesquisa feita pelo Grupo deVere mostrou que 51% dos participantes pertencentes à geração Z têm interesse em receber seu salário em criptomoedas. Esse levantamento de dados contou com a entrevista de mais de 750 pessoas com menos de 42 anos. Além disso, a empresa entrevistou pessoas do Reino Unido, Europa, América do Norte, Ásia, África, Austrália e América Latina. Os entrevistados são considerados nativos digitais, ou seja, é um público que cresceu em meio a tecnologia atual. Por isso, eles têm facilidade em entender e aceitar inovações financeiras. “Eles foram influenciados pela enorme onda de tecnologia quando chegaram à idade adulta. Eles se sentem confortáveis ​​em usar e ver o valor e o enorme potencial das moedas digitais“ comentou o CEO da deVere, Nigel Green. Além disso, Green destaca que a pesquisa mostrou que a geração Z acredita que as criptomoedas são o futuro do dinheiro.

82% dos brasileiros querem pagamentos tecnológicos que incluam criptomoedas

Seguindo os jovens da geração Z, os brasileiros estão ansiosos por formas de pagamento mais tecnológicas e que incluam criptos. Segundo o CriptoFácil, uma pesquisa feita pela WorldPay em cinco países, mostra que a demanda por meios de pagamentos mais tecnológicos está alta. Assim, no Brasil, 82% dos entrevistados afirmam ter interesse em novas soluções para realizar compras, incluindo criptomoedas. Do mesmo modo, entre os brasileiros, as formas preferidas de pagamento são via aplicativo ou assistentes virtuais e por identificação de biometria. Acredita-se que esse aumento de interesse em pagamentos mais tecnológicos tenha ganhado força durante a pandemia. Afinal, as pessoas ficaram mais dispostas a usar pagamentos sem contato.

Cartão de crédito e as criptomoedas

Visa, Mastercard e Elo estão trabalhando para conseguirem integrar o mercado de criptomoedas com todos os seus cartões. Afinal, segundo o Coin Times, com alta de 300%, os investidores de Bitcoin buscam meios de conseguir gastar com mais comodidade seus novos ativos digitais usando seus velhos cartões. Além disso, algumas empresas de cartões de crédito já possuem essa função no Brasil como a Alter, Novadax, Crypo.com, UzzoPay e ZroBank. Além de permitir pagamentos em criptomoedas, muitos delas também fazem promoções e oferecem programas de cashback para os seus clientes.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 6 =