Crescimento do Pix foi além do esperado pelo Banco Central

Publicado por daniela mainardi em

Pix crescendo

Segundo Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, o total de chaves do Pix atualmente é de 181,8milhões. Roberto afirmou que o crescimento foi muito além do esperado pela instituição. Afinal, segundo o BC, a estimativa era de que houvessem 20milhões de chaves em seis meses, mas este número ocorreu em menos de uma semana. Do mesmo modo, outro fator que surpreendeu é o valor do ticket médico nas transações, que está em R$778,4. Além disso, do lançamento do Pix até o fim de fevereiro, foram feitos R$197,7bilhões em pagamentos. O Banco Central tem planos de deixar o sistema de pagamento ainda mais simples, tornando ainda mais fácil as transações.

Empresas buscam por crédito

Com o avanço da pandemia e muitas lojas sem poder abrir, alguns empresários tiveram que recorrer ao empréstimo. Assim, a busca por empresas de crédito cresceu 12,7% em fevereiro, em comparação ao ano passado, segundo o site Valor Investe. Sobretudo, a busca por crédito não se limita às pequenas empresas. Micro, pequenas, médias e grandes empresas sentiram o impacto da crise econômica e tiveram que recorrer ao crédito. Todas as regiões brasileiras apresentaram esta procura, mas os locais que apresentaram maior volume foram as regiões Nordeste e Sul.

Mercado Bitcoin defende as criptomoedas sendo usadas por todos os brasileiros

A exchange brasileira Mercado Bitcoin encaminhou uma proposta ao Banco Central para introduzir as criptomoedas no sistema financeiro nacional. Sobretudo, com essa aprovação, será a primeira vez que o Banco Central adotará soluções em moedas digitais para todos os cidadãos e não apenas para empresas. Segundo o site Coin Telegraph, o especialista financeiro José Luiz Rodrigues afirma que o Banco Central já está em processo de modernização, mas que não é uma tarefa simples. Sobre esta modernização ele comenta que “É algo extremamente complexo, porque envolve a evolução de todas as infraestruturas, controles, áreas operacionais, tudo o que já existe, de modo a suportar o mundo digital. E isso é algo que o Banco Central já vem fazendo. Porque as regras do mercado financeiro estavam diluídas em várias normas, e ele vem reestruturando isso. Porém, quanto mais digital o mercado se torna, mais demandas surgem e mais estruturas são necessárias.”


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − um =