“Brasileiros logo entenderão que precisam ter criptomoedas” afirma CEO da OKEx

Publicado por daniela mainardi em

Brasileiros e as criptomoedas

James Jiang, CEO da exchange OKEx, afirmou que em breve os brasileiros entenderão mais sobre os benefícios das criptomoedas. Assim, segundo o site CriptoFácil, o empresário comenta que o Brasil tem um grande potencial de crescimento nesse mercado. Além disso, ele afirma que a adoção de criptomoedas cresceu de uma forma geral na América Latina e que esse número continuará aumentando. Para Jiang, o principal fator que aumentará a adoção das criptos é a questão da inflação. Isso porque, segundo ele, esse cenário fará com que os brasileiros percebam a necessidade de possuir criptos para conseguir uma estabilidade financeira. Do mesmo modo, Jiang reforça que, apesar do Brasil ser a maior economia da América Latina, o número de pessoas usando criptomoedas ainda é baixo. “Espera-se que essa proporção aumente em breve, tornando o Brasil um dos maiores países em volume de criptomoedas negociado,” explica ele.

Bitcoin milagre matemático

“O Bitcoin é um milagre matemático” disse o cofundador da Apple. Segundo o site LiveCoins, Steve Wozniak participou do evento Jalisco Talent Land Digital 2021, onde falou sobre a criptomoeda, comentando sobre a mesma ser segura e imutável. Além disso, não foi a primeira vez que Wozniak falou bem do Bitcoin publicamente. Em 2018, ele comparou a criação da blockchain com a invenção da internet. O empresário comentou também sobre o cenário atual da tecnologia e como ela mudou e ainda está mudando a sociedade.

Santa Catarina e a tecnologia blockchain

O estado de Santa Catarina fechou um acordo para utilizar em órgãos públicos a tecnologia blockchain (mesma usada no Bitcoin e outras criptomoedas). Isso porque essa tecnologia pode ajudar o setor público a garantir transparência nas atividades. Assim, segundo uma publicação no Diário Oficial do Estado, foi citado um acordo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado da Administração, por intermédio da Diretoria de Gestão de Licitações e Contratos e a Rutgers University, por intermédio da Rutgers Accounting Research Center and Continuous Auditing & Reporting Lab. Além disso, no texto também consta que “o acordo de cooperação envolve as atividades relacionadas à implantação de modelo para melhoria da eficiência e confiabilidade das contratações públicas estaduais por meio de tecnologia blockchain.” O contrato tem duração de 12 meses a partir da assinatura, feita por Jorge Eduardo Tasca, Secretário de Estado da Administração e Miklos A. Vasarhelyi, Coordenador do CARLab /RUTGERS.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − catorze =