Aumenta o número de mulheres investindo em criptomoedas em 2021

Publicado por daniela mainardi em

Mais mulheres investindo em criptomoedas

As mulheres estão, cada vez mais, conquistando espaço no mercado financeiro e investindo em criptomoedas. Segundo o site CriptoFácil, uma pesquisa da empresa Point Pay (compra e venda de criptos) as mulheres já representam 14% dos investimentos em 2021. Ainda que este percentual seja baixo, ele cresceu 4% em relação ao ano passado. Do mesmo modo, a pesquisa também revela que entre 43% e 45% dos novos clientes investiram em cripto pela primeira vez. Além disso, esses novos clientes, estão dispostos a aplicar valores mais altos. “Eles estão prontos para gastar a partir de US$ 6,5 mil por ano em criptomoedas. Além disso, não têm pressa em retirá-los da conta na primeira correção de mercado. Esses investidores estão muito mais inclinados a investimentos de longo prazo.” comentou Andrey Svyatov CEO da Point Pay.

Bitcoin teve queda durante a semana

O Bitcoin teve uma queda de 10% durante a semana, chegando a valer US$33mil. Entretanto, em pouco tempo, já iniciou a retomada de valor subindo 6%. Afinal, a queda foi possivelmente causada pelo boato de que os Estados Unidos tinham supostamente hackeado a Blockchain do Bitcoin. Porém, não foi isso que aconteceu. Essa informação equivocada estava associada à recuperação de Bitcoins pagos pela Colonial Pipeline em um ataque de roubo de dados.

De olho no futuro

O Banco Central do Brasil lançou um projeto para estudantes de escolas públicas: Programa Aprender Valor. O projeto tem o objetivo de apresentar e ensinar o funcionamento do mercado financeiro, incluindo as criptomoedas, para transformar os estudantes em futuros investidores. Assim, segundo o BC, qualquer escola pública de ensino fundamental poderá fazer parte do programa de educação financeira. Ainda que o programa esteja em fase experimental, as expectativas são do Banco Central são positivas. “Temos a confiança de que, mesmo em meio às adversidades, o tema Educação Financeira tem crescente importância em nossa sociedade. Após mais de um ano de projeto piloto, é com grande satisfação que nós anunciamos a expansão nacional do programa Aprender Valor”, comentou Maurício Moura, Diretor de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central. Com este projeto, a estimativa do Banco Central é alcançar em torno de 22milhões de estudantes.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − cinco =