A importância da educação financeira infantil

Publicado por daniela mainardi em

A grande maioria de nós começa a realmente apreender sobre finanças depois de adulto. Porém, o correto seria se tivéssemos uma base desde cedo. Isso nos deixaria mais preparados e saberíamos lidar com o nosso dinheiro de uma forma mais organizada. Algumas escolas já estão colocando em seus currículos a educação financeira infantil, mas sabemos que este processo ainda está no começo.
Visto que o aprendizado na infância acontece de uma forma mais simples e natural, se a educação financeira for feita desde cedo, criança terá mais facilidade para tomar decisões financeiras no futuro.

Como começar

A educação financeira pode, e deve, começar em casa. Assim, use a curiosidade da criança para começar a ensiná-la. Este processo deve acontecer de forma natural para ela ir pegando o contexto da organização financeira. Então, você pode começar com uma mesada. Independente do valor, você deve deixar claro os deveres da criança como: tirar boas notas, ajudar nas tarefas da casa, ajudar a cuidar dos animais de estimação, entre outras coisas. Sobretudo, a criança precisa entender as suas responsabilidades e valorizar o dinheiro.

Tomada de decisões

Uma boa dica é fazer a criança escolher. Por exemplo, no supermercado não compre tudo que ela pedir, faça-a escolher entre uma coisa ou outra. Ainda mais que tudo que a criança consegue de forma fácil ela tende a dar menos valor, não entende aquilo como uma conquista. Explique que o existe um limite de gastos e que ele não pode ser ultrapassado.
Da mesma forma, não compre presentes caros fora de datas importantes como aniversário e natal. A criança precisa entender que existe um planejamento financeiro para adquirir tais coisas e que não é só ir na loja e pegar.

A importância de criar metas

Ensine a criança a ter objetivos, a ter metas a longo prazo. Assim, mostre a ela que se economizar o dinheiro da mesada vai conseguir comprar algo que tenha um valor alto. Além disso, fica mais fácil para a criança entender e dar valor ao dinheiro. Incentive-a a ter sonhos e se organizar financeiramente para fazer acontecê-los.

Seja o exemplo

Os pais e responsáveis são o grande exemplo para as crianças. Então, na hora de explicar o uso correto do dinheiro mostre como você faz. Assim, ensine que o dinheiro deve ser dividido de acordo com as despesas existentes e que por isso existe um controle dos gastos que deve ser seguido. Do mesmo modo, explique o conceito de ter dívidas e que é algo que deve ser evitado.
Se a criança tiver uma base de entendimento sobre organização financeira, fica muito mais fácil para ela se tornar um adulto consciente sobre seus gastos.
Para qualquer dúvida financeira e como otimizar os seus ganhos entre em contato com a UbuntuFin. Estamos à disposição para ajudar você a alcançar os seus objetivos.


Você já nos acompanha nas redes sociais? Siga a Ubuntu Finanças no Facebook, Instagram e Linkedin e fique por dentro das novidades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =